gallery/fcbook
gallery/instagram
gallery/foto-capa6

Como encontrar uma família hospedeira

Você deseja trabalhar como au-pair na Alemanha e não sabe por onde começar a procurar uma família hospedeira? Aqui eu vou te dar algumas dicas de sites, agências e métodos para fazer isto. E no final vou contar uma pouco de como foi no meu caso.

 

Existem vários meios para entrar em contato com alguma família que esteja precisando de uma au-pair :

 

Agências de emprego online

 

Existem várias agências alemãs, nas quais você pode se cadastrar e eles vão te ajudar a encontrar o “tipo” de família que você deseja. Geralmente esse trabalho é totalmente gratuito para a au-pair. Você preenche um cadastro online com informações do tipo: cidade ou região onde você gostaria de morar, até quantas crianças você cuidaria, aceitaria ter animais domésticos na casa, aceitaria ajudar também nos serviços domésticos, cuidaria de crianças com deficiências, entre muitos outros dados. E claro, no seu cadastro você também vai contar um pouco de si: de onde vem, o que faz, nívelde proficiência na língua alemã, quanto tempo gostaria de morar com a família, experiência no cuidado de crianças, etc.

 

As famílias que estão procurando uma au-pair também preenchem um cadastro parecido e assim a agência vai poder comparar os dados e pôr você e sua família em contato. Eles primeiro vão entrar em contato com a família e mostrar o seu cadastro e então a família vai decidir se gostaria de entrar em contato com você. A partir daí vocês podem começar a se comunicar por e-mails ou skype e organizar todos os detalhes.

 

Neste site au-pair-agenturen.de você encontra uma lista com várias agências de au-pair na Alemanha.

A agência que eu usei foi esta: vij Verein für internationale Jugendarbeit.

 

Portais online

 

Nestes portais aqui você pode montar um perfil e procurar você mesmo por uma família: aupair.com ou aupairworld.com.

 

Agências brasileiras de intercambio

 

Se você se sente mais seguro organizando a sua viagem através de uma agência brasileira, onde você pode conversar com alguém pessoalmente, você pode entrar em contato com uma agência de intercambio da sua cidade. Infelizmente neste caso o serviço da agência geralmente é pago, mas tem também suas vantagens.

 

Através de amigos

 

A forma mais confiável de encontrar uma família legal para trabalhar de au-pair é através de conhecidos. Se você tem amigos que estão no momento aqui na Alemanha trabalhando como au-pair pergunte para eles o que a família irá fazer depois que ele ou ela for embora. Muitas famílias tem au-pair por anos seguidos, pegando a cada ano alguém diferente. A grande vantagem aqui é que você pode ouvir do seu amigo como foi a experiência dele com esta família. Isto aconteceu com a minha irmã. Durante o mestrado eu morei na casa de uma família com três crianças e quando eu estava saindo de lá para estudar na Polônia eles estavam esperando por mais um bebê. Eu sabia que a família estava procurando por uma au-pair e logo coloquei minha irmã em contato com eles.

 

Facebook

 

No grupo alemão Au-Pair in Deutschland por exemplo você pode encontrar anúncios de famílias que estão procurando por au-pair.Ou Au Pair Grupão Brasil, onde você pode entrar em contato com brasileiros que estão trabalhando no momento na Alemanha.Ou até mesmo grupos de babysitter de diversas cidades diferentes. Nestes grupos o foco é mais para pessoas que trabalham de babysitter, ou seja, moram nas suas casas e só vão na casa da família para cuidar das crianças, não moram com a família. Mas nunca se sabe, você pode fazer um anúncio lá e tentar.

 

Meu caso

 

Como falei ali em cima, eu usei a agência vij. Eu fiz o meu cadastro na metade de junho de 2008 e em julho já estava trocando e-mails com minha família. No meu caso foi tudo feito muito as pressas. Em maio eu decidi que queria mesmo ir pra Alemanha e contei a super noticia para os meus pais. Eu queria que meu ano de au-pair começasse no máximo em agosto, pois na época eu estava cursando a faculdade e gostaria de voltar em julho do outro para continuar meus estudos. Bom, em julho fechei tudo com a família e fui para Porto Alegre dar entrada no meu visto. E aí começou a espera. Eu só precisava do visto para poder comprar as passagens e ir! Foram as semanas mais longas da minha vida. Eu já tinha trancado a faculdade e ficava em casa só controlando a caixinha do correio. Enfim ele chegou e eu fui no mesmo dia comprar as passagens para a Alemanha. Dia 18 de setembro de 2008 eu embarquei pela primeira vez rumo a Frankfurt.

 

Espero ter ajudado você a encontrar a sua família hospedeira! Deixe seu comentário aqui embaixo e se precisar de alguma ajuda, não hesite em clicar em Eu te ajudo.   

 

Autora: Fabíola Testoni

06/12/2016

 

Gostou do artigo?

Compartilhe!

gallery/d9c32ddda3c88332f7d63d888f58f8fd.lock