gallery/fcbook
gallery/instagram
gallery/foto-capa6

Meu custo de vida na Alemanha

A questão financeira é uma das mais importantes quando se decide mudar de país. Neste post vou contar um pouco dos meus gastos fixos mensais e dar uma ideia de quanto custa morar na Alemanha.

 

Um pouco sobre mim: sou solteira, divido o apartamento com meu namorado, moro na região central de Stuttgart e não tenho carro.

 

Gastos fixos: seguro de saúde, aluguel, energia elétrica, gás, telefone, internet, TV, celular e alimentação.

Gostou do artigo?

Compartilhe!

gallery/d9c32ddda3c88332f7d63d888f58f8fd.lock

Se você está querendo vir morar aqui, aconselho fazer um planejamento detalhado dos seus gastos para não ter surpresas no futuro.

 

Deixe seu comentário abaixo, contando em qual cidade você mora e quanto é o seu custo de vida, ajudando assim quem está planejando sua mudança para a Alemanha!

 

 

Autora: Fabíola Testoni

24/02/2017

gallery/meucustodevidanaalemanha3

Seguro de saúde

 

Ao contrário do Brasil, na Alemanha é obrigatório ter seguro de saúde. Se você for um funcionário registrado em uma empresa o valor do seguro de saúde é calculado a partir do seu salário, sendo uma parte do valor pago pela empresa e outra parte por você. Normalmente a sua parte já é descontada diretamente do seu pagamento.

 

Eu pago um seguro de saúde chamado Freiwillige Krankenversicherung, que é um seguro de saúde voluntário, pois trabalho por conta própria. O valor dele depende de inúmeros fatores e no meu caso custa 176,50 euros/mês. Um estudante paga em torno de 90 euros/mês.

 

Aluguel

 

Stuttgart é a sexta maior cidade na Alemanha e consequentemente o aluguel aqui não é um dos mais baratos, com preços girando em torno de 10 a 15 euros/m². Com muita sorte encontramos um apartamento relativamente perto do centro (10 km da estação principal) e por um preço muito bom: 410 euros para 46 m². Em cima deste preço ainda são acrescentados gastos gerais do prédio (Nebenkosten): 50 euros. Ou seja, por mês pagamos 460 euros, 230 euros cada um.

 

Nos custos extras do prédio estão inclusos a energia elétrica da parte compartilhada, gastos com jardim, taxa de lixo e água do prédio inteiro (inclusive dos apartamentos) e seguro do apartamento. O valor de 50 euros é um valor simbólico. No final de cada ano são feitas as contas de quanto pagamos e quais foram os gastos reais e temos que pagar a diferença. No ano de 2016 por exemplo tivemos que pagar 300 euros a mais, ou seja, 25 euros a mais por mês.

 

Mas como falei, tivemos muita sorte mesmo. Dificilmente se encontra um quarto em um apartamento compartilhado aqui em Stuttgart por menos de 300 euros/mês. E a tendência é que os preços só aumentem.

 

München é conhecida por ser a cidade mais cara para se morar. Pesquisando os preços dos aluguéis lá encontrei valores de 15 a 25 euros/m². Veja neste post como encontrar um imóvel para alugar na Alemanha.

 

Energia elétrica e gás

 

A energia elétrica e o gás aqui em casa são fornecidos pela mesma companhia (EnBW). Pagamos 85 euros/mês (42,50 euros cada). Todo ano em agosto é feito o balanço de quanto gastamos e quanto pagamos no ano anterior. Se gastamos menos energia do que foi pago recebemos o dinheiro de volta. O gasto real de cada ano depende muito de como foi o inverno, pois nosso sistema de aquecimento é elétrico. Alguns anos já precisamos pagar 100 euros a mais depois do balanço e em outros anos já recebemos dinheiro de volta também.

 

Telefone, internet, TV e celular

 

Por telefone e internet pagamos 22,80 euros/mês (11,40 euros cada). Não temos TV a cabo, então não pagamos nada pela televisão aberta. Mas aqui na Alemanha existe uma taxa pelos meios de comunicação, o Rundfunkbeitrag, que custa 17 euros/mês (8,50 euros para cada um).

 

Conta de celular na Alemanha é algo muito mais em conta do que no Brasil. Há várias companhias online que oferecem pacotes por preços bem acessíveis. Eu pago 5 euros/mês com 50 minutos de ligação, 50 mensagens e internet flatrade. Quando passo de 50 minutos de ligação preciso pagar 7 centavos por minuto, então às vezes acabo pagando um pouco mais de 5 euros/mês, mas nunca mais de 10 euros. Quem gosta de falar mais no celular pode fechar pacotes de ligação flatrade de até 7 euros/mês, com ligações a vontade dentro da Alemanha. Basta dar uma boa pesquisada na internet.

 

Alimentação + compras para a casa

 

O gasto com alimentação é algo que varia muito de pessoa para pessoa. Como trabalho em casa, cozinho quase todos os dias e assim consigo economizar bastante com a alimentação. No geral eu gasto em torno de 250 euros por mês com alimentação, produtos de higiene pessoal e outros produtos para casa. Nestes 250 euros já estão inclusos gastos com alimentação quando saio. Não somos muito de sair para comer em restaurantes, mas gostamos de pedir pizza em casa no mínimo uma vez ao mês e buscar um Döner no turco aqui do lado também acontece com frequência.

 

Fazemos as compras maiores no supermercado da rede Aldi, que é um dos mais baratos na Alemanha (conheça os tipos de supermercados na Alemanha neste post). Quem precisa almoçar fora de casa deve contar com pelo menos 4 euros por dia para o almoço.

gallery/meucustodevidanaalemanha2

Transporte

 

Como trabalho em casa não tenho um cartão de transporte do mês ou algo assim. Cada vez que ando de metrô preciso comprar as passagens, então tento reduzir este gasto ao máximo andando de bicicleta.

Para dar uma idéia, o cartão do mês em Stuttgart para a região central (2 zonas) custa 85 euros. E claro, quem possui um carro tem custos com transporte muito maiores.

 

Bom, somando tudo chego a um gasto fixo por mês de cerca de 750 euros. Mas isto são só os gastos fixos e na minha opinião vivo de uma forma relativamente econômica. Contando outros gastos que surgem com passeios, remédios, esportes, compras ou presentes por exemplo, preciso de no mínimo 1000 euros por mês para sobreviver viver aqui em Stuttgart. E isto ainda sem contar as férias. Meus maiores gastos com férias são quando vou ao Brasil. As passagens aéreas podem custar de 500 a mais de 1000 euros, dependendo da época e das promoções.

 

O gasto mensal de uma pessoal irá depender obviamente do seu estilo de vida e da cidade onde ela mora. E com certeza, famílias com crianças devem ter um gasto mensal muito maior do que o meu, mas espero ter dado uma ideia dos tipos de gastos que se tem morando na Alemanha.